Destaque Mato Grosso Últimas Notícias

Secretários municipais de saúde e governo de MT avaliam vacinação para profissionais de comunicação

Membros da Comissão Intergestora Bipartite CIB/MT iniciaram no início do dia (11), em Cuiabá, mais uma reunião da entidade. Entre as deliberações, representantes da Secretaria de Estado de Saúde e de secretarias municipais de Mato Grosso debatem a possibilidade de incluir profissionais de comunicação, dentro do grupo prioritário de vacinação.

De acordo com o Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso- SindjorMT, atualmente 1.500 trabalhadores atuam na profissional em todo o Estado.  Oficialmente 150 profissionais testaram positivos para a doença.

Mas de acordo com levantamento publicado em abril de 2021, pela jornalista Fátima Lessa, mestre em política social, o número acima pode ser bem maior. A comunicadora identificou em seu estudo que numa empresa de comunicação, com 50 funcionários, 22 testaram positivo para a infecção.

A pesquisa também colocou nomes aos números das vítimas da Covid-19 até março de 2021.

Paulo Iran, de 56 anos, de Rondonópolis.

Morreu, de madrugada, dia 27 de junho de 2020.  Ele estava internado numa Unidade de Terapia Intensiva (UTI) onde estava internado há mais de 18 dias com testagem positiva para o novo Coronavírus (Covid-19), em Rondonópolis (217 quilômetros de Cuiabá). Comandou o programa Paradão Sertanejo, na rádio 105 FM.

João Batista Pereira, 56 anos, de Juína.

Morreu na manhã de um sábado, 12 de setembro de 2020.  O Jota Batista, era considerado um dos ícones da comunicação do município de Juína (742 quilômetros de Cuiabá) na década de 90 e início dos anos 2000.  Ele estava internado em uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital em Cuiabá. Trabalhou em emissoras de rádio e TV em Juína. Ele também apresentava um programa de TV na cidade, onde conquistou o carinho da população com seu carisma e profissionalismo. (Olhar Direto)

Lenine Martins, 64 anos, de Cuiabá.

O fotojornalista Lenine Martins de Oliveira, morreu no dia 23 de outubro, era uma sexta-feira, vítima da Covid-19. Estava internado no dia 1º de outubro. No dia 6, seu quadro piorou e ele foi para UTI, onde foi intubado. Além da Covid-19, o fotógrafo está com pneumonia bacteriana. Servidor efetivo atuou por 41 anos na Secretaria de Comunicação do Estado. Mesmo após a aposentadoria continuou fotografando e permaneceu no Estado como funcionário comissionado entre os anos de 2014 a 2019. Ele começou a trabalhar para o governo na gestão de José Fragelli, entre os anos de 1971 e 1975. Na época, era um funcionário da assessoria de imprensa do então governador. Tornou-se fotógrafo no governo de Frederico Campos, entre 1979 e 1983. (SecomMT/G1MT)

Nilson Rachid, 68 anos, dezembro, Rondonópolis

Morreu à noite, dia 15 de dezembro de 2020, uma terça-feira. Natural de Aquidauana, interior de Mato Grosso do Sul, chegou em Mato Grosso no início dos anos 90. Com uma história voltada à comunicação, Rachid dedicou mais de 30 anos à rádio. Ele era um dos mais importantes radialistas de Mato Grosso, e trabalhou em várias emissoras de rádio e TV como a Rádio Juventude, TV Cidade Record, TV Rondon e a Rádio Clube. A voz marcante fez com que o profissional fosse conhecido como “Canhão do Rádio”. (Globo Esporte/Globo).

Paulo Becker, 64 anos, Juara

Morreu dia 26 de fevereiro de 2021, uma sexta-feira. Jornalista e apresentador do ‘Balanço Geral’, da TV Amplitude de Juara, em Mato Grosso. Internado desde o início de fevereiro, o comunicador ficou 12 dias na UTI. (IstoÉ)

Renan Dimuriz, 58 anos, Guarantã do Norte

O ator e comunicador Renan Dimuriez, 58 anos, morreu, na noite do dia 4 de março, em um hospital de Sorriso, onde estava há cerca de 35 dias. Atualmente, era agente de comunicação e coordenador de Cultura em Guarantã do Norte. Ele contraiu Covid em outubro de 2020 e teve complicações, ficou com a imunidade baixa, insuficiência respiratória e outras sequelas. Após exame, foi constatado comprometimento pulmonar. Ele foi internado em Sorriso e também contraiu pneumonia, sendo encaminhado à Unidade de Terapia Intensiva e não resistiu. (SóNoticias)

Elisângela Neponuceno, 47 anos, Cuiabá.

A jornalista Elisângela Neponuceno, 47 anos, proprietária dos sites MT de Fato e Nobres Notícias, morreu na madrugada do dia 7 de março de 2021. Era um domingo. Ela estava internada desde o início da semana no Hospital de Referência da Covid-19, antigo Pronto-Socorro de Cuiabá, foi intubada, porém, naquela madrugada sofreu duas paradas cardíacas, os médicos tentaram reanimá-la por mais de 40 minutos, sem êxito.

Elisângela foi infectada pela primeira vez em setembro de 2020. Teve 75% do pulmão comprometido e ficou internada na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), do Pronto-Socorro de Cuiabá, Hospital referência da Covid-19. Ela deixa três filhos, um deles é o jornalista Américo Lucas Neponuceno.

Rosivaldo Sena, 65 anos, Cuiabá

Morreu no dia 22 de março de 2021, vítima de Covid. Era início da tarde. Ele estava internado em uma UTI da Clínica Femina. Sena era um dos mais antigos jornalistas de Mato Grosso. Durante cerca de 40 anos, teve atuação em veículos de comunicação da Capital, sendo a maior parte desse tempo no Diário de Cuiabá. No jornal impresso, ele atuou em várias editorias, entre eles, as de Polícia, Cidades e de Esportes. Foi auxiliar de redação. Aposentado, mas continuava contribuindo com o jornal. Ele deixou a mulher e três filhos. (Diário de Cuiabá)

Ary Bob Lee, 57 anos, Cuiabá. 

Morreu no dia 25 de março de 2021. Era uma quinta-feira. Considerado um dos precursores da rádio FM em Mato Grosso, o jornalista e radialista Ary Bob Lee, de 57 anos, morreu vítima da Covid-19 em Cuiabá, nessa quinta-feira (25). (G1 MT). Bob atuou durante alguns anos no Grupo Gazeta de Comunicação. Na Revista Ispia documentou boas histórias sobre a cultura mato-grossense. (RDNEws) 

Liliane Leal, em Alta Floresta.

Morreu no dia 28 de março de 2021. Era um domingo. Trabalhou na secretaria de Comunicação da Prefeitura de Cuiabá, na administração de Mauro Mendes. Ela estava internada e não resistiu às complicações da Covid-19. Ela deixa 3 filhos.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *