Destaque Mato Grosso Últimas Notícias

Dez principais fake news sobre o coronavírus

A propagação do novo coronavírus no Brasil deixou a população insegura e com medo de contrair a doença que já infectou 5.933 pessoas e matou outras 240 em todo o país. Os últimos dados divulgados nesta terça-feira (31.04), pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) mostraram que Mato Grosso tem 25 casos da COVID-19, sendo 18 em Cuiabá e sete em outras três cidades do Estado.

Diante dos números alarmantes e acelerada propagação da doença, as pessoas têm buscado na internet informações sobre o panorama do coronavírus, prevenção e todo tipo de cuidados para evitar o contágio. Porém, é nesse momento que falsas notícias e informações, conhecidas como fake news, circulam nas redes.

O falso conteúdo compartilhado nos perfis das redes sociais gera um grande transtorno para parte da população que acaba sendo convencida pela mentira e repassado a fake news adiante.

 

Veja a seguir a lista das dez fake news mais compartilhadas nas redes sociais.

 

1- O SUS-COVID-19 é um aplicativo falso e quando instalado no celular capta todas as informações do seu aparelho.  FALSO!

2- Governo Federal anuncia a descoberta da vacina do novo coronavírus. FALSO!

3- Berber muita água e fazer gargarejo com água morna sal e vinagre previne o contágio. FALSO!

4- Cientistas chineses dizem que coronavírus tornara a maiorias dos infectados do sexo masculino infértil. FALSO!

5- Coronavírus fica vivo por nove dias no organismo. FALSO!

6- Óleo consagrado cura coronavírus. FALSO!

7- Receita com coco cura coronavírus. FALSO!

8- Vitamina C com água e limão cura cornavírus. FALSO!

9- Usar álcool em gel nas mãos para prevenção do coronavírus altera resultado no teste do bafômetro em blitze. FALSO!

10- O novo coronavírus veio de animais domésticos. FALSO!

Combate às fake news

Para combater as fake news sobre o novo coronavírus, o Ministério da Saúde disponibiliza um número de WhatsApp para envio de dúvidas da população. O canal não será um SAC ou tira dúvidas dos usuários, mas um espaço exclusivo para receber informações virais, que serão apuradas pelas áreas técnicas e respondidas oficialmente, se verdadeiras ou mentiras.

Qualquer cidadão poderá enviar mensagens gratuitamente com imagens ou textos que tenha recebido nas redes sociais para confirmar se a informação procede, antes de compartilhar. O número é (61) 99289-4640.

 

 

 

 

 

Informou: Secom-MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *