Em pauta Últimas Notícias

Bolsonaro tem aprovação de 31% e perderia eleição para Lula, diz pesquisa

Marcelo Camargo/ Agência Brasil

Publicado por:  iG Último Segundo (ig.com.br)

 

Pesquisa divulgada pela Atlas na segunda-feira (10) indica que o  presidente Jair Bolsonaro (sem partido) teve aumento de 6% na aprovação e queda de 4% na rejeição em comparação a março.

No levantamento, Bolsonaro foi de 25% para 31% na avaliação de ótimo/bom, e recuou de 57% para 53% entre quem o considera como péssimo/ruim. 15% classificaram como regular.

Bolsonaro teve reprovação de 57% – queda de 3%, e aprovação de 40% – avanço de 5%.

A volta do auxílio emergencial , ainda que em um valor mais baixo do que o distribuído no ano passado, e o “alivio relativo” na pandemia da Covid-19 no país explicam a melhora nos indicadores de Bolsonaro, segundo Andrei Roman, CEO da Atlas.

Eleições 2022
As eleições presidenciais também foram tema da pesquisa, e nela, é indicado que o atual chefe do executivo e Lula (PT) deverão polarizar as intenções de voto.

Jair Bolsonaro (sem partido) – 37%
Lula (PT) – 33,2%
Ciro Gomes  (PDT) – 5,7%
Sérgio Moro (sem partido) – 4,9%
Luiz Henrique Mandetta (DEM) -4,9%
João Doria (PSDB); Luciano Huck (sem partido); João Amoedo (Novo); Marina Silva (Rede); Guilherme Boulos (PSOL); Flávio Dino (PCdoB) e Alexandre Kalil (PSD) também foram citados, mas apresentaram porcentagem menor do que os citados anteriormente.

2º turno

Questionando os entrevistados sobre um eventual segundo turno em 2022, Bolsonaro perderia a reeleição para três candidatos: O ex-presidente Lula; Mandetta, ex-ministro da Saúde, e Ciro Gomes, presidenciável em 2018.

Lula (PT) – 45,7%
Jair Bolsonaro (sem partido) – 41%
Não sei/nulo/branco – 13,3%

Mandetta e Ciro também ganhariam do atual presidente, mas ficam dentro da margem de erro.

A pesquisa foi realizada entre os dias 6 e 9 de maio e teve a participação de 3.828 pessoas, que responderam às perguntas através de questionário online aplicado através de convites randomizados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *